Ambulatório do HAC registra mais de 70% de aumento nos atendimentos
Cidade

Segundo ASCOM da Prefeitura – Ambulatório do HAC registra mais de 70% de aumento nos atendimentos

Restruturação de equipe e de serviços ofertados garantiram aumento

da oferta de consultas, exames, procedimentos e pequenas cirurgias.

Ambulatório do HAC registra mais de 70% de aumento nos atendimentos
Ambulatório do HAC registra mais de 70% de aumento nos atendimentos

Esta matéria foi sugestionada pela ASCOM da PMP, mas vamos ouvir ou ler a verdade sobre o HAC na VOZ DO POVO DE PETRÓPOLIS. Deixem seus comentários ou enviem suas mensagens para o whatsapp 24 998776760, por e-mail [email protected] ou pela página https://avozdepetropolis.com.br/contato/.

O Ambulatório do principal hospital da cidade, o Alcides Carneiro – que está recebendo investimento de R$ 20 milhões para ampliação e modernização – bateu recorde de atendimento. De janeiro a junho, 35,3 mil pessoas foram atendidas, o que representa 50,8% do registrado em todo o ano de 2018, quando foram realizadas 69,4 mil. Esse crescimento é refletido desde o início da nova gestão. O número de atendimentos mensais de 2019 é 77% maior que a média mensal de 2016, último ano da gestão anterior. Os dados levam em consideração o número de pacientes em consultas, exames, procedimentos e pequenas cirurgias. “Estamos investindo em novos prédios para UBS e outras unidades e a própria reforma e ampliação do HAC. Mas gestão não é só isso. É colocar para funcionar como deve ser. E o ambulatório do HAC é exemplo disto”, afirma o prefeito Bernardo Rossi. O município investe 34,8% do orçamento para a manutenção e ampliação dos serviços em saúde no município. São R$ 374 milhões este ano. O aumento da oferta visa suprir a maior demanda de usuários registradas nos últimos anos, tendo em vista a migração de usuários de plano de saúde para a rede pública e o atendimento da população de cidades do entorno. O ambulatório do HAC oferta 31 especialidades médicas, além de mais de 20 tipos de atendimentos como para o pré e pós-operatório e outros serviços de saúde, 14 tipos de procedimentos e realiza cirurgias simples para 12 áreas médicas. A maioria dos atendimentos realizados no primeiro quadrimestre foi para cardiologia, com 1.651 das 21.684 consultas realizadas. O maior número de consultas também foi registrado para as especialidades de ortopedia, com 1.292 pacientes e fonoaudiologia, com 1.193. A área de urologia quase que dobrou o número de consultas realizadas se comparado com o último quadrimestre de 2018. Nos primeiros meses de 2019 houve o encaminhamento de 883 pacientes, 80,9% a mais que período anterior, que teve 488 atendimentos. O setor de urologia passou por reformulação a partir da implantação do Programa da Saúde do Homem no ano passado. A área passou a contar com equipe especializada composta por três médicos, um psicólogo e um enfermeiro. “Todo o trabalho ofertado no ambulatório vem sendo reestruturado e os resultados estão sendo positivos”, destaca a secretária de Saúde, Fabíola Heck. A ampliação das equipes médicas e reestruturação dos serviços foram alguns dos fatores que resultaram no aumento do atendimento no ambulatório. Além da urologia também foram reorganizados os atendimentos em oftalmologia, clínica geral, fonoaudiologia, proctologia, otorrinolaringologia e oncologia. Medidas para redução de ausência dos pacientes em consulta agendadas também foram tomadas. A partir da confirmação de presença dos pacientes, tem sido possível ter maior aproveitamento das consultas disponibilizadas. “Ampliamos o número de especialidades e reestruturamos algumas áreas de grande demanda. A redução da falta dos pacientes em consultas marcadas foi um dos ganhos para a garantia do aumento dos atendimentos”, destaca o gerente do Ambulatório do HAC, Renê Giardini. Do total de atendimentos, 5.617 foi para a realização de procedimentos e exames como mapeamento de retina, retirada de ponto, audiometria, teste da linguinha, entre outros. O ambulatório também realiza pequenas cirurgias nas áreas de clínica geral, ginecologia, mastologia e plástica. Desses, foram realizados 310 atendimentos. Os mutirões de consultas e exames têm sido um dos diferenciais para a unidade médica. No primeiro quadrimestre foi realizado o primeiro do ano com agendamentos de pacientes para ortopedia, cirurgia geral, neurologia, proctologia e oftalmologia. Foram realizadas 228 consultas durante um sábado de atendimentos para pacientes pré-agendados. Tendo em vista a adesão aos mutirões, o objetivo é que outros sejam realizados ao longo do ano.