Petrópolis – Comissão de Acompanhamento das Ações do Governo sobre o Novo Coronavírus

Comissão de acompanhamento das ações do governo sobre o novo coronavírus,

verificam ocupação dos leitos de unidades de saúde

Comissão de Acompanhamento das Ações do Governo sobre o Novo Coronavírus
Comissão de Acompanhamento das Ações do Governo sobre o Novo Coronavírus

A Comissão de Acompanhamento das Ações do Governo sobre o Novo Coronavírus visitou, nesta segunda-feira (15.06), três das unidades de saúde aptas a atender pacientes com a Covid-19: o Hospital Alcides Carneiro (HAC), a UPA Cascatinha e Hospital Nelson de Sá Earp.

Os vereadores Maurinho Branco (DEM), Silmar Fortes (PL) e Leandro Azevedo (PSD), que compõem o grupo, além do presidente da Câmara, o vereador Hingo Hammes (DEM), foram recebidos pelos diretorias das unidades e discutiram sobre o capacidade de atendimento, insumos e ocupação de leitos de cada um dos hospitais.

“Estamos fiscalizando os espaços, verificando sua lotação e garantindo que as unidades estejam com capacidade de atender os pacientes de maneira efetiva. A Comissão foi criada para isso e para garantir que a Prefeitura atue de maneira decisiva no combate à doença e aos prejuízos causados por ela, incluindo a área econômica, a questão do transporte público, assistência social e, claro, a própria saúde”, explica o presidente da Comissão, Maurinho Branco.

O primeiro local fiscalizado foi o Hospital Alcides Carneiro, logo no início da manhã, onde a comissão foi recebida pelo diretor da unidade, Filipe Fortuna.  O HAC, que conta com sete leitos de UTI e 15 leitos clínicos reservados para pacientes com a doença, tem uma área específica, em seu térreo, destinada ao tratamento da Covid-19, garantindo melhor atendimento dos pacientes e evitando a circulação do vírus na própria unidade.




O Hospital também conta com um tomógrafo, que passa por um processo de higienização de cerca de 40 minutos entre um exame e outro, para garantir a descontaminação do aparelho.

Na UPA Cascatinha, os parlamentares visitaram a zona fria, ou seja, local seguro e sem risco iminente de exposição ao vírus, composta pelos setores administrativos, vestiários, sala de reuniões e repousos, refeitório, além do laboratório de análises clínicas. Segundo o diretor geral das UPAs, José Vitor Caldeira, que recebeu os parlamentares, um protocolo de segurança foi estabelecido para evitar a propagação da doença, com uma área de higienização e novo local de entrada para os funcionários da unidade.

O vereador Silmar Fortes destacou a importância de a unidade estar preparada para o atendimento dos pacientes e a equipe de profissionais devidamente protegida com os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “É uma preocupação constante, pois é fundamental que os pacientes estejam protegidos e atentos aos protocolos de segurança para evitar a propagação da doença.

Assim, como é fundamental que todo o município esteja preparado para atendimento dos pacientes”, destacou ele. A UPA Cascatinha, chamada, agora, de UPA Vermelha, está com a capacidade atual de atendimento de 20 UTIs, capacidade essa que será ampliada. No momento da visita, seis desses leitos estavam ocupados e, segundo a direção da unidade, o pico máximo de atendimento chegou a nove atendimentos simultâneos.

Já no Nelson de Sá Earp, hospital de referência para o tratamento da doença, são 24 leitos de clínica médica, sendo dez leitos de UTI e três leitos intermediários disponíveis, de acordo com informações do diretor geral da unidade, Nilson Wayand. Durante a visita, os vereadores também foram informados sobre um projeto, desenvolvido por estudantes da Fase, que deverá ser iniciado essa semana e vai garantir aos internados que possam, por vídeo-chamadas ou telefonemas, ter contato com seus familiares, uma vez que eles não receber visitas.

“Essa é uma boa notícia. Esse projeto será fundamental para que os pacientes se sintam mais próximos de casa e os familiares tenham melhor ciência de como eles estão na unidade”, destacou o vereador Professor Leandro Azevedo. Atualmente, há médicos que ligam para os familiares para passar informações sobre o estado de saúde de cada paciente.

“Enquanto vereadores precisamos estar atentos e fiscalizar a situação de cada setor que esteja sendo impactado por conta do novo coronavírus. Hoje, felizmente, vimos um atendimento feito de maneira efetiva e as unidades atendendo com folga. Vamos manter essa fiscalização e exigir que a Prefeitura atue de maneira cada vez mais efetiva no combate à doença”, ressaltou o presidente da Casa, Hingo Hammes.

A Comissão já elaborou um cronograma de visitas e fiscalizações que seguirá acontecendo nos próximos dias.

Fonte: ASCOM Câmara de Vereadores de Petrópolis