Retorno do comércio às atividades nesta segunda-feira terá horários especiais

No total, 11 setores da “Linha Amarela” reabrem nesta segunda etapa de flexibilização

Retorno do comércio às atividades nesta segunda-feira terá horários especiais
Retorno do comércio às atividades nesta segunda-feira terá horários especiais

Nesta segunda-feira (15), inicia-se a segunda fase de flexibilização da economia de Petrópolis. Nesta etapa, 11 setores da chamada “Linha Amarela” estarão liberados para reabrir, seguindo regras e horários especiais. Dentre eles, grande parte do comércio da cidade. No entanto, a Prefeitura continua reforçando os pedidos para que a população continue com as medidas de proteção.

Os setores que reabrem amanhã são: comércio ambulante; agências de publicidade; lojas de vestuário, acessórios, calçados e afins; comércio de móveis e eletrônicos; imobiliárias; equipamentos de informática; escritório de contabilidade, advocacia e congêneres; joalherias e relojoarias; agências de turismo; studio de pilates, massagens e fisioterapia (individualizado); salões de beleza e barbearia; estúdio de personal.

Na sexta-feira (12), a Prefeitura anunciou ainda que o Centro de Atendimento de Referência à Mulher (Cram) também retorna com atendimentos presenciais, de 8h às 17h. O espaço foi readequado para seguir as medidas de distanciamento social e adotará todas as medidas de prevenção.



– Muitas mulheres estão sofrendo algum tipo de agressão, mas não conseguem denunciar porque estão em isolamento com o companheiro em casa. Então sentimos a necessidade de retomar os atendimentos presenciais. Assim, elas se sentem mais confiantes para procurar ajuda e, também, mais acolhidas – explicou a coordenadora Cleo de Marco.

O estacionamento rotativo da Sinal Park também voltará a funcionar. Segundo a Prefeitura, 63 controladores estarão à disposição da população. A CPTrans pede que os motoristas deem preferência ao pagamento digital e ao autoatendimento.

Horários especiais e reforço de ônibus

De acordo com o Plano de Retomada elaborado pela Prefeitura, os estabelecimentos deverão seguir horários diferenciados de funcionamento. Lojas da Rua Teresa, Aureliano Coutinho e adjacências deverão funcionar de 10h às 16h. Já no Centro Histórico, o horário é de 13h às 19h.

Supermercados e farmácias possuem autorização para funcionar 24h. Porém, a Prefeitura recomenda que este funcionamento seja feito de 8h às 22h. O mesmo vale para bancos, com diferença do horário sugerido: de 8h às 14h. Para as indústrias, o sugerido é que abram às 7h e fechem às 15h.

Após a polêmica com os ônibus na primeira etapa, a CPTrans anunciou também na sexta-feira (12) que cobrou das empresas o reforço de 38 linhas e fará a fiscalização. Dentre elas, as linhas que tem destino a terminais, como Bingen, Corrêas, Itamarati e Itaipava.

– Vamos fiscalizar as demandas de cada empresa. Se for necessário vamos ajustar pontualmente cada linha e sanar de forma rápida alguns contratempos que possam surgir nesse primeiro momento – explicou o presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Regras

De modo geral, continua valendo a obrigatoriedade para o uso de máscaras. O desrespeito pode gerar multa de R$ 250. Além disso, os estabelecimentos deverão cobrar o uso de seus clientes. Também deverá ser observado o distanciamento social, de 1 a 1,5 metro entre as pessoas.

Os ambientes deverão manter uma boa circulação de ar externo, evitando o uso de ar condicionado. Funcionários do grupo de risco, que não podem operar em teletrabalho, deverão ser alocados em locais com pouco contato com o público.

Para clínicas estéticas e salões de beleza, o Plano também recomenda que cada profissional atenda a um profissional por vez, com atendimento previamente agendado, pelo menos 15 minutos antes. Desta forma, o próximo cliente deverá esperar que o primeiro se retire do estabelecimento.

Álcool em gel, máscaras descartáveis e proteção para os pés deverão ser disponibilizados aos clientes, que deixarão os calçados do lado de fora. Os profissionais deverão utilizar máscara, luvas descartáveis e proteção facial. Assento, lavatórios e materiais deverão ser higienizados após cada atendimento. As salas de espera não poderão ter cadeira e os ambientes deverão ser constantemente ventilados.

Já os comércios, deverão atender um cliente por vez. O espaçamento entre clientes deverá respeitar o distanciamento. Quando houver excesso de clientes, filas deverão ser formadas, também respeitando o espaço de segurança entre as pessoas. Os funcionários deverão, sempre que possível, higienizar as mãos após atendimentos.

Descumprimento

Além da multa para cidadãos que descumprirem o uso de máscaras, os estabelecimentos também poderão sofrer medidas administrativas. São elas: multa, suspensão temporária da atividade, revogação da concessão ou permissão de uso, cassação de licença do estabelecimento ou atividade, interdição total ou parcial e intervenção administrativa.

A Prefeitura também aponta que, qualquer descumprimento, poderá gerar prisão em flagrante, de acordo com os artigos 268 (infringir determinação do poder público para evitar propagação de doença contagiosa) e 330 (desobediência) do Código Penal.

O Plano de Flexibilização pode retornar etapas, caso os leitos atinjam 80% de ocupação. Se a situação se agravar muito, a Prefeitura não descarta também a possibilidade de decretar lockdown. Por isso, o município permanece com as solicitações para que a população mantenha as medidas de segurança e, se possível, fique em casa.

Regras gerais:

  • Evitar aglomerações
  • Atender a um cliente por vez
  • Higienização pessoal e dos espaços
  • Preferência a circulação de ar externo
  • Grupos de risco em teletrabalho ou ambientes distantes ao atendimento direto ao público
  • Em caso de excesso de cliente, deverá ser montada uma fila ao lado de fora do estabelecimento, respeitando o espaço de 1,5 metro

Retorno das atividades:

Datas previstas Setores
01 de junho Linha Branca: estacionamentos rotativos particulares; conserto de equipamentos elétricos e eletrônicos; concessionárias e agências de veículos; papelarias e lojas de suprimentos para escritório; óticas; consultórios médicos e odontológicos; lavanderias; restaurantes e lanchonetes às margens da BR-040; lojas de tecidos; armarinhos e artigos de costura; lojas de autopeças; chaveiros.
15 de junho Linha Amarela: comércio ambulante; agências de publicidade; lojas de vestuários, acessórios, calçados e afins; comércio de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos; imobiliárias; lojas de equipamentos de informática; escritórios de contabilidade advocacia e congêneres; joalherias e relojoarias; agências de turismo; studios de pilates, massagens e fisioterapia; salão de beleza e barbearia; estúdio de personal.
Em análise Linha Amarela: restaurantes e lanchonetes; estabelecimentos comerciais em geral; bares; shoppings; academias de ginástica; feiras de acessórios e vestimentas; serviços de hospedagem de forma plena.
Sem previsão Linha Vermelha: circulação de veículos de transporte coletivo urbano intermunicipal e interestadual; atividades que envolvam aglomerações de pessoas; shows; salão de festas, casas de festas e congêneres; funcionamento de parques e áreas de lazer; locais de interesse turístico; cinema, teatro, boates e afins; aulas da rede pública e privada; clubes, escolinhas esportivas e áreas de lazer de condomínios.

 

Horários especiais

Atividade Horário
Indústrias Sugestão de 7h às 15h.
Bancos Liberado pelo município para funcionar 24h.

Sugestão: de 8h às 14h.

Supermercados e farmácias Liberado pelo município para funcionar 24h.

Sugestão: de 8h às 22h.

Rua Teresa, Aureliano Coutinho e adjacências De 10h às 16h.
Centro Histórico De 13h às 19h.

Fonte: Diário de Petrópolis 
Por: Wellington Daniel
Edição: Roberto Loureiro