Atendimento para a gratuidade especial nos ônibus volta a funcionar normalmente

Os cartões de gratuidade especial continuam funcionando normalmente nos ônibus em Petrópolis.

Atendimento para a gratuidade especial nos ônibus volta a funcionar normalmente
Atendimento para a gratuidade especial nos ônibus volta a funcionar normalmente

Para quem precisa renovar, emitir primeira ou segunda via do cartão ou apresenta alguma dificuldade em utilizar o benefício, pode buscar atendimento de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 16h, na sede da Divisão de Apoio Administrativo da CPTrans, localizada na Praça da Inconfidência, 18 – Centro. Todos os cartões com vencimento até 17 de maio haviam sido renovados automaticamente. Desde o dia 13 de abril, o atendimento especial estava funcionando às segundas-feiras.

Têm direito à gratuidade especial as pessoas com deficiência e com doenças crônicas, que não podem interromper um tratamento continuado para não correr o risco de morrer. Para renovação e entrada na primeira via, é necessário que o requerente esteja em tratamento. Vale ressaltar que não são aceitas requisições de gratuidade sem a apresentação de laudo médico emitido pela rede pública de saúde, que conste o CID-10 e todas as indicações de tratamento.




Caso haja atraso na renovação do benefício, o cartão ficará suspenso, mas voltará a funcionar caso o requerente apresente toda a documentação necessária que lhe garante o direito. Para os casos em que os tratamentos estão suspensos em razão da crise do novo Coronavírus, é necessário que o solicitante aguarde o retorno das atividades médicas para conseguir a renovação do cartão de gratuidade.

Todo o processo de atendimento continua seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e das autoridades governamentais, evitando a disseminação do Covid-19. Diante disso, o atendimento é feito por triagem e é recomendado que as pessoas que forem ao local respeitem o horário de agendamento e funcionamento para evitar filas e aglomerações e utilizem máscara de proteção respiratória.

O Setranspetro destaca que a gratuidade especial representa 4,5% dos passageiros transportados em Petrópolis, correspondendo a 206 mil passagens por mês, que gera um impacto de R$ 0,28 na tarifa final. A gratuidade é um direito conquistado por essa parcela da população e deve ser tratada de forma responsável, sabendo que o passageiro pagante é o único que arca com todos os custos das empresas de ônibus.

Fonte: Assessoria de comunicação Setranspetro

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.